CONCENTRAÇÃO                       

 

Para obter a concentração na leitura é necessário estar preparado e disposto para esse momento física e mentalmente. Assim, antes de começar a ler observe se está preparado fisicamente, bem disposto, se não estiver, procure descansar um pouco para somente depois começar a leitura, observe se o ambiente está adequado, se a iluminação é suficiente, se eliminou todos os fatores que poderiam levar a dispersão, como barulho, telefone, TV, entre outros, além de verificar se todo o material de estudo está organizado e disposto sobre a mesa de leitura.

 

Realize um breve relaxamento para eliminar as tensões ou mindfulness e mentalize os benefícios que irá alcançar com os estudos, de modo a ampliar o seu estímulo.

 

 

Lembre-se de utilizar os sentidos durante a leitura, para aumentar a concentração e facilitar a memorização, leia mais sobre o assunto na página sobre memorização. 

No entanto, existem alguns exercícios que podem ser realizados para aprender a disciplinar a sua mente e consequentemente aumentar a concentração.

Estes exercícios podem ser realizados em qualquer horário que deseje e pode começar com um minuto e ampliar gradativamente até atingir uma média de 10 a 20 minutos diários. Contudo, se não tiver disponibilidade de tempo, faça-o ao menos por um minuto, sobretudo aquelas pessoas com elevado nível de dispersão para desenvolver a disciplina mental.

EXERCÍCIOS DE CONCENTRAÇÃO:

 

Sente-se numa posição confortável e firme, mantenha a coluna naturalmente ereta e olhos fechados, mente serena.

 

Não realize dois ou mais exercícios no mesmo dia.

 

Após treinar cada um, escolha aquele que obteve melhor resultado e passe a utilizar como seu exercício de concentração e até mesmo de meditação.

 

I. Concentrar-se no som:

    1.  Pegue um relógio analógico, coloque-o próximo a você e concentre-se no tique-taque. Ligue o aparelho de som com uma música tranquila e em volume baixo. Não deixe de escutar o som do relógio. Em seguida, aumente gradativamente o volume da música, sem perder o tique-taque do relógio. Quando o volume chegar ao máximo, comece a afastar o relógio, concentrando-se no seu som. Quando o relógio estiver à distância do seu braço estendido e o som no máximo e você continuar ouvindo o relógio você terá alcançado o ponto culminante do exercício.

 

   2. Coloque uma música onde você possa perceber o som dos vários instrumentos musicais, escolha um deles e concentre-se apenas no som da bateria, por exemplo, isolando qualquer outro som.

 

    3. Concentre-se nos sons externos, faça o exercício de eliminar os sons do ambiente em que se encontra e tente identificar os diferentes sons que consegue perceber do lado de fora.


   

II. Concentrar-se numa imagem: 

     Olhos fechados e sentado (a) numa posição confortável, você deverá escolher uma imagem para que possa visualizar, à medida que os pensamentos comecem a invadir a sua mente, procure afastá-los, como se estivesse realizando um mergulho onde você afasta a água com as mãos, concentre-se apenas na imagem que escolheu, sempre que dispersar ,em função dos pensamentos, observe e volte a visualizar a imagem.

      Exemplo: visualize um triângulo bem nítido, observe-o mentalmente, observe os pensamentos e volte a atenção para a imagem, dê cor a essa imagem, de preferência cores suaves como azul celeste, branco, verde claro.

      Outras imagens que pode utilizar são: chama de uma vela, um círculo, números, uma flor, entre outras.

      Quando puder faça cursos de concentração ou yôga, eles ajudam a nos tornar melhores no que fazemos, nos levam a realizar coisas novas e oferecem maior equilíbrio no enfrentamento dos problemas diários.

© Copyright 2014 Mega Inteligência

Todos os direitos reservados